Entrevista – Carol Gay

Estamos empolgados em anunciar a nossa primeira entrevista. O objetivo é tentar aproximar as pessoas da história, rotina e processos criativos de cada artista.

Em nossa primeira entrevista, conversamos com a Arquiteta e Designer Carol Gay, que nos recebeu em seu charmoso showroom no bairro Santa Cecília em São Paulo.

Temos um carinho especial pela Carol que foi uma das primeiras artistas a acreditar e abraçar o nosso projeto!

Você sempre soube que seria uma designer? Fale um pouco sobre a sua trajetória.
Me formei em arquitetura na Faculdade Mackenzie, sempre busquei cursos que complementassem minha carreira e que desenvolvessem a liberdade criativa. Em 1999 me inscrevi no workshop ‘A Construção do Objeto’ ministrado pelos designers Fernando e Humberto Campana. O workshop teve duração de 1 ano e meio. Esta experiência foi a gênese do meu processo criativo atual.

Busquei também me aproximar da experiência com a indústria trabalhando na Tok&Stok (2002-2004), onde aprendi muito e complementar o lado de negócios trabalhando na importadora Urban (2007-2009). Nesse meio tempo fiz alguns projetos de arquitetura e produzia peças, sempre baseadas no conceito da transgressão dos objetos cotidianos e da memória afetiva. Participei de muitas exposições desde o início da minha carreira. Sendo a primeira em Verona na Itália durante a feira Abitare Il Tempo e também na Pinacoteca na exposição 500 Anos Brasil Design ambas em 2000.

Meus primeiros trabalhos, de finalização do workshop, foram a luminária espelho Caracol(2000), feita de base de pizza e mangueira iluminada – aquelas usadas nas decorações de Natal – e o revisteiro U(2001), feito em plástico PVC e chapa de inox escovado, esta proveniente de reciclagem.

carolgay_LFLORENZANO_031

Como é a sua rotina e o seu processo criativo?
A cidade de São Paulo, onde moro e nasci, me instiga. Estar nas ruas, presenciando a atitude das pessoas e a criatividade do povo brasileiro em encontrar soluções para suas necessidades me ajuda a refletir. As viagens pelo mundo além de ser fonte de inspiração, me ajudam a criar um distanciamento com minhas referências diretas e assim evoluir nas minhas idéias.

A memória afetiva dos materiais, da minha infância e dia a dia, me levam a criar. Gosto de pesquisar novos materiais e transgredí-los de sua função original propondo novos significados.

A experimentação,  a presença do trabalho manual e a busca constante de novos materiais se tornaram características essenciais do meu trabalho.

carolgay_LFLORENZANO_009

carolgay_LFLORENZANO_002

Um aspecto importante do seu trabalho?
Levantar questões de reaproveitamento através das minhas criações

Com que materiais você gosta de trabalhar?
Não tenho um material específico, busco a memória afetiva dos materiais. Ultimamente tenho gostado muito de trabalhar com vidro soprado.

carolgay_LFLORENZANO_025 carolgay_LFLORENZANO_011

carolgay_LFLORENZANO_019

Quais artistas e designers você admira?
Ingo Maurer – pela forma como ele usa os materiais e a emoção nos projetos.

Tony Cragg – admiro seu trabalho.A forma como ele olha para os materiais banais e os explora plasticamente.

Fernando e Humberto Campana – A cada lançamento que eles fazem me emociono. Olhar para o trabalho deles é muito inspirador e sempre uma surpresa.

Lina Bo Bardi – pela valorização do artesanato e de sua conquista como mulher em conseguir representar tão bem a arquitetura e design brasileiro numa época tão difícil.

Cildo Meirelles – pela forma como ele dialoga com os materiais  e objetos do cotidiano em sua obra.

banner-blog

A melhor e pior parte de ser uma designer?
Melhor parte: poder representar as mulheres em uma profissão onde os homens são a maioria.
Pior parte: quando tenho que ir em um fornecedor, quero mexer em máquinas ou até usar uma furadeira e eles ficam temerosos,mas eu adoro!

carolgay_LFLORENZANO_022

carolgay_LFLORENZANO_024

carolgay_LFLORENZANO_013

Os maiores desafios de comercializar os seus trabalhos no Brasil?
Impostos, burocracia e custos.

Uma dica que você gostaria de ter dado para a Carol Gay bem no inicio da carreira?
Difícil essa, não sinto que deixei de fazer algo.. a dica que eu daria para qualquer pessoa que está começando: acredite no seu potencial, foque nos seus ideais e trabalhe arduamente.

carolgay_LFLORENZANO_003

Sites favoritos?
www.designboom.com
www.coolhunting.com
www.dezeen.com
www.trendtablet.com
www.carpentersworkshopgallery.com

carolgay_LFLORENZANO_020

Quais são os seus 3 trabalhos favoritos? (Sei que essa é difícil)
Muito rsrs
Mesa Cobre
Poltrona NoAr
Chaise Cinto

Carol gay - boobam

ekjhfjkefhkew

yjgtuyt

Projetos futuros? 
Estou desenvolvendo peças para uma empresa belga, móveis e luminárias para empresas nacionais.

 

Quer conhecer mais produtos da Carol Gay? Visite a loja dela na Boobam:

loja-carol-gay

 

loja-carol-gay2

loja-carol-gay3