Casa Cor São Paulo 2017: pequenos detalhes, grandes efeitos

Em nosso passeio pela mostra de decoração mais importante do país, que se estende até 23 de julho no Jockey Club paulistano, selecionamos dicas possíveis de replicar em nossas casas. Inspire-se nas boas ideias de mestres do décor!



Em ambientes onde há o predomínio do mobiliário contemporâneo, peças de época acrescentam ritmo e tornam a decoração ainda mais atraente. No Living Bar de Moacir Schmitt Jr. e Salvio Moraes Jr., o baú antigo faz parceria com a mesa lateral de linhas minimalistas. Sobre ela, chama a atenção o vaso Pós-Tropical, de sucupira e cobre, do designer gaúcho Guilherme Wentz.


Misture estilos e ganhe relevância num dos cantos da sala. Aqui, o escritório Todos Arquitetura combina a mesa Pétala, desenhada por Jorge Zalszupin nos anos 1950, com o pendente oriental. Efeito cênico e vibrante, arrematado com os vasos de plantas e o tapete xadrez. O castiçal de porcelana é da artista Paula Junchem.


Tons terrosos conferem aconchego
, como prova o projeto de Marília Pellegrini em seu Café Experiência DeLonghi. A mesa alta de pedra acinzentada ganha a companhia das banquetas Iaiá de Gustavo Bittencourt, revestidas de couro. O arranjo de vasos de cerâmica da artista Carolina Delleva segue a mesma paleta.


Na lateral da cama, fuja do convencional.
Na proposta da Yamagata Arquitetura, o tradicional criado-mudo dá lugar a delgada prateleira e a dupla de caixas, neste caso de vidro, apoiando e guardando livros e objetos. O vaso e o pote de pedra sabão levam a assinatura dos irmãos mineiros Susana Bastos e Marcelo Alvarenga, do Alva Design.



Para arrumar a mesa de centro, forme volumes de diferentes alturas. As arquitetas da Triplex dispuseram livros de arte, sobrepostos ou não, lado a lado respeitando uma distância comum entre eles. A caixa circular, a obra emoldurada em acrílico e os arranjos florais incrementam a composição. Os vasos solitários Ceza são do designer Rodrigo Khuri.



Do teto ao piso, madeira. O escritório Suite Arquitetos transformou seu Loft Romanov em um refúgio de tranquilidade ao revestir o ambiente com o material. Bem selecionado, o mobiliário mescla peças do design moderno brasileiro com o contemporâneo. A poltrona da esquerda, Eva, é do carioca Gustavo Bittencourt e a da direita, Paulistana, do polonês radicado em São Paulo, Jorge Zalszupin.


Na varanda ou no terraço, uma estante de plantas rouba a cena. A dica é da arquiteta paraibana Sandra Moura, idealizadora do Estúdio do Artista, que contou com a ajuda da equipe da Acta Botânica para escolher as espécies raras, dispostas na estrutura metálica. O ambiente homenageia o artista e escritor José Rufino, também da Paraíba e um apaixonado por botânica. Repare que na base do móvel, a profissional espalhou seixos acinzentados.


Descanso ao ar livre proporciona bem-estar. No espaço Miragem, da Lao Design e Plantar Ideias, montado na arquibancada do Jockey Club, Anne Galante, do estúdio Señorita Galante, fez um tricozão para quem quer relaxar e curtir a paisagem depois de muito caminhar pela mostra de décor. Em casa, replique a ideia com estofados que valorizem as matérias-primas naturais e o fazer artesanal.


Por Regina Galvão
Fotos Luiza Florenzano


Visite a loja dos designers e arquitetos presentes na “Casa Cor SP, 2017” na Boobam

Deixar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *